per page, with , order by , clip by
Results of 1 - 1 of about 1 for associative (0.000 sec.)
Verbos irregulares em espanhol e português
#score: 9414
@digest: 1790c4c7a74760e2b3f6b3e714b67bef
@id: 675
@lang: pt
@size: 4166
@type: text/html
content-type: text/html; charset=UTF-8
viewport: width=device-width, initial-scale=1
#keywords: espanhol (34220), portugues (21276), irregulares (17876), primeira (16477), foneticamente (14536), correia (11726), vezes (11255), verbos (11002), termina (10881), ementa (8085), conteudo (7815), conjugacao (7815), teoretica (7815), aplicava (7815), observacoes (7558), publicada (7498), escrevia (7498), solicito (7498), castelhano (7438), nestes (7323), introducao (7323), sobretudo (7159), escreveu (7159), diferencas (7159), verdade (6721), escreve (6721), semelhantes (6676), criterio (6590), maioria (6506), trousse (6506), linguisticos (6466), assuntos (6347)
Verbos irregulares em espanhol e português Introdução Os verbos irregulares das línguas espanhol (castelhano) e português são semelhantes, mas também vemos diferenças. Na tabela seguinte pus algums desses verbos lado a lado. Tabela espanhol português verbo yo él verbo eu ele Observações O verbo «andar» é regular em português, mas irregular em espanhol! Muitas vezes, em espanhol a primeira pessoa do perfeito termina em -e e a terceira pessoa termina em -o. Em português pelo contrário essas pessoas nestes verbos são igual. Onde espanhol tem «j» (foneticamente [x]), muitas vezes há «x» em português. Embora na maioria das vezes «x» soe como «ch» (foneticamente [S]), não é assim nestes verbos: por exemplo «trouxe» soa como se seja «trousse». Na conjugação de «dizer» também escreve-se «disse». Será que em documentos muito velhos, escrevia-se «dixe»? Penso que já vi exemplos disso. E é verdade, existem, como mostra o Google quando solicito conteúdo com o critério +dixe site://purl.pt . Foi sobretudo o autor Gaspar Correia que aplicava essa grafia. Gaspar Correia vivia entre 1495 e 1561. A obra que escreveu, Lendas da Índia , foi publicada pela primeira vez em 1858/1864. «Houve» na primeira pessoa apenas é teoretica, não existe na língua viva. Veja Eu houve? Doesn't exist! . Copyright © 2007-2010 de R. Harmsen, 19 de Julho de 2007, 6 de Abril de 2008, 29 de Março de 2009, 27 de Maio 2010 Ementa de Portugal e português Ementa de assuntos linguísticos Ementa principal Começo desse site Cores: Fastidiosas Fatídicas Sem preferência Recargar a página ...
https://rudhar.com/lingtics/irreverb/anduvept.stm - [detail] - [similar]
PREV NEXT
Powered by Hyper Estraier 1.4.13, with 1747 documents and 81086 words.